Lecitina de Soja

Categoria Suplementos

Houve um tempo em que as dietas eram compostas apenas por proteínas e , dietas estas que excluíam determinados grupos alimentares. Necessitamos de certos nutrientes que são essenciais para a boa . Quando falamos das dietas livres de quaisquer tipos de gordura, podemos afirmar que elas podem ser um grande erro, já que gorduras não são necessariamente sinônimo de algo ruim. Determinadas gorduras, como o Ômega 3, o Ômega 6, o Ômega 9, além de outros lipídios, são benéficas para a nossa saúde. Um grande exemplo de boa gordura é a lecitina de soja.

Lecitina

Podendo ser descrito como um composto químico que combina diversas gorduras como os triglicerídeos, os glicolipídeos e os fosfolipídeos, a lecitina é tida como pura fosfatidilcolina. A fosfatidilcolina, por sua vez, é o componente principal da soja, cuja extração é realizada tanto por métodos químicos, como mecânicos. Por sua vez, o ser humano também é capaz de produzir lecitina.

Quando mantemos uma saudável, os nossos fígados são capazes de sintetizar a fosfatidilcolina, sendo esta utilizada tanto pelo nosso sistema circulatório, quanto pelo sistema nervoso. A importância da lecitina é tanta que, sem ela, a nossa membrana celular torna-se rígida, fato que prejudica a formação de novos tecidos orgânicos.

lecitina-de-soja

Benefícios da Lecitina de Soja

Apesar do gérmen de trigo, da gema do ovo, do trigo e da soja serem as principais fontes de lecitina, a lecitina de soja é fonte de diversos benefícios à saúde. Dentre tais benefícios, podemos citar, por exemplo, sua contribuição para a perda do peso, acelerando o metabolismo e ajudando a eliminar tecido adiposo.

Contribui para a saúde cerebral

Uma vez em nosso corpo, a fosfatidilcolina é transformada em colina rapidamente. A colina é um nutriente que também integra o complexo B, ajudando a formar o neurotransmissor acetilcolina. Deste modo, a lecitina de soja contribui tanto para o nosso sistema nervoso, quanto para o bom funcionamento do nosso cérebro. Outra contribuição da lecitina de soja é o seu poder de prevenir doenças como o Alzheimer.

Ajuda a reduzir o colesterol

A lecitina de soja é um combatente do colesterol há bastante tempo, já que ela é capaz de combater o depósito de gorduras nas paredes das nossas artérias, bem como nas demais partes do nosso corpo. Diversas doenças, como o AVC (Acidente Vascular Cerebral) e infartos podem ser evitadas com o consumo deste lipídio.

Beneficia o fígado

A colina e a lecitina são duas substâncias que se destacam pela capacidades que elas têm em proteger o nosso fígado de danos que podem vir a ocorrer. Isso é possível por elas desempenharem o importantíssimo papel de impedir o acúmulo de gorduras, bem como os bloqueios do sistema sanguíneo. Desde modo, as toxinas do fígado acabam sendo eliminadas.

Contribui para a descoloração da pele

A lecitina de soja, quando utilizada terapeuticamente, pode aclarear e até mesmo apagar manchas marrons ou amareladas da nossa pele, bem como da região dos olhos, provenientes do acumulo dos depósitos de gorduras. A lecitina é capaz de destruir e dissolver estes depósitos, eliminando-os no nosso corpo.

Outros benefícios

Apesar de não existir comprovação científica, as propriedades da lecitina de soja são reconhecidas como auxiliadoras no combate de diversas doenças e transtornos, como a insônia, a ansiedade, o transtorno maníaco depressivo, as dermatites, o estresse e o mal de Parkinson, dentre outros problemas que estão relacionados ao sistema nervoso.

soja

Lecitina de soja e o emagrecimento

A lecitina de soja até é capaz de contribuir na eliminação de uma certa parcela da gordura do nosso corpo, porém, ela não é a ferramenta mais indicada para aqueles que querem . Sua contribuição é bem maior no fato dela ser capaz de impedir que o colesterol ruim (LDL) se fixe às paredes arteriais, do que propriamente na queima das gorduras. Deste modo, não há comprovações científicas que certifiquem que a soja é um alimento eficaz para o .

Lecitina de soja e seus efeitos colaterais

Todos os alimentos, por mais saudáveis que sejam, podem causar efeitos colaterais quando consumidos em excesso, efeitos estes que muitas vezes são danosos à nossa saúde. Confira quais são os efeitos colaterais mais comuns da lecitina de soja:

Alergias – Algumas pessoas são alérgicas à soja, e mesmo quando a lecitina de soja é consumida em pequenas quantidades, pode ocasionar efeitos colaterais como coceiras e erupções na pele.

Efeito sanfona – na busca pelo emagrecimento rápido, por vezes a soja é consumida de forma exagerada por alguns indivíduos, levando ao aumento de do peso. Também é sabido que a soja é capaz de reduzir o nosso apetite por um determinado período, o que pode levar ao efeito sanfona, muitas vezes responsável pelo surgimento de estrias e pela flacidez da pele.

Hormônios – a glândula tireoide pode sofrer interferência na sua função devido ao consumo da lecitina de soja, processo este que muitas vezes desencadeia patologias como o hipertireoidismo e o hipotireoidismo.

Queda da pressão arterial – por vezes, sintomas como náuseas, dores abdominais e diarreia podem ser causados pela lecitina de soja, interferindo assim na absorção dos nutrientes dos alimentos.

lecitina-de-soja2

Lecitina de soja e consumo

A maioria das pessoas consome lecitina de soja em forma de cápsulas, que são vendidas em diversas farmácias e drogarias. A ingestão das cápsulas de lecitina de soja deve anteceder as principais refeições, e o indivíduo deve ingerir duas cápsulas antes de cada refeição principal. Entretanto, é altamente aconselhável que um profissional da área seja consultado, para que ele possa orientar o consumo correto, bem como realizar exames que identificam uma possível alergia à soja.

Contraindicações da lecitina de soja

Mulheres que estão em fase de gestação ou amamentação somente devem consumir lecitina de soja sob supervisão médica. Também é importante que a gente se atente ao possível surgimento de sintomas como inchaço nos lábios e na garganta, dificuldade para respirar, surgimento de manchas vermelhas e coceira na pele, já que estes são indicativos de alergia à lecitina de soja. Neste caso, a suplementação devem ser interrompida imediatamente, e a pessoa deve buscar orientação médica.

Comentários

comentários