Emagrecendo com saúde

Finalmente! Um fim para o efeito sanfona da gordura corporal

Em um minuto, você está inundando tudo o que come no azeite de oliva, e no próximo minuto você está enchendo sua despensa com nada além de guloseimas “fat-free”. Descobrir coisas a respeito da gordura está confuso…e irritante. A grande notícia: esses nove novos fatos sobre a gordura são tudo o que você precisa saber sobre como escolher as gorduras certas.

1- Limitar a ingestão de gordura está totalmente fora de moda.

Depois de uma série de estudos confirmando os benefícios saudáveis de uma dieta mediterrânea para o coração, que inclui várias fontes de gorduras insaturadas, os acadêmicos pedem mudança à recomendação USDA de limitar as calorias diárias de gordura. “A quantidade de gordura total é irrelevante, e não deveríamos estar usando qualquer regra numérica”, diz Walter Willett, presidente do departamento de nutrição da Harvard School of Public Health. “Mas o tipo de gordura ainda é relevante.” Para obter a maioria de suas gorduras de alimentos integrais, coma nozes, peixes, abacate, cereais ricos em fibras e azeite de oliva, ou seja, uma dieta mediterrânea (ao invés de 100 calorias com um pacote de biscoitos).

 

2- Há coisas piores do que gorduras saturadas.

Ou seja, carboidratos e açúcar refinados. Enquanto você pode querer limitar certas gorduras saturadas, não é melhor substituí-las com o amido refinado ou o açúcar. Por exemplo, preferir geléia ao invés de manteiga nas suas torradas. É útil, por outro lado, cortar a gordura saturada, se você substituí-la por gordura insaturada, como optar por manteiga de amêndoa ou manteiga de amendoim.

3- Existe um tipo de gordura que você nunca deve comer.

Enquanto a gordura saturada em quantidades moderadas faz parte de muitos alimentos saudáveis, como azeite de oliva e peixe, gorduras trans devem ser evitadas completamente, diz Willett. Essas gorduras artificiais não têm valor nutricional e fazem aumentar o colesterol ruim LDL e diminuir o colesterol bom HDL, assim como aumentam os riscos de doenças cardíacas e diabetes.

4- A melhor maneira de cortar os desejos é sufocá-los.

Uma dieta de estilo mediterrâneo, rica em alimentos integrais, especialmente vegetais, azeite de oliva, nozes, sementes, peixes e cereais integrais, e pobre em alimentos processados, carnes e laticínios, vai cortar os seus desejos por alimentos com gordura saturada, amidos refinados e açúcar.

5- Você pode descobrir, em 30 segundos, se tem gordura visceral perigosa.

Ok, se você quiser saber com certeza, terá que ter uma ressonância magnética abdominal que pode custar centenas de reais. Uma boa oção: esse teste rápido, cortesia de Pamela Peeke, professora de medicina na Universidade de Maryland, e autora de Combater a gordura depois dos 40:

Deite-se no chão e pressione os dedos indicadores logo acima de um dos lado de seu osso pélvico. Empurrando para baixo, aperte os músculos abdominais. Caminhe os dedos indicadores em toda a sua parede muscular abdominal até o umbigo: “ele deve se sentir agradável e plano, como um pedaço de plástico esticado”, diz Peeke. Se furar, você tem gordura visceral, que está empurrando os músculos abdominais.

6- É o tamanho de suas células de gordura que importa.

Gordura branca produz um hormônio chamado Adiponectina, que ajuda a regular a produção de insulina. Pessoas magras têm pequenas células de gordura, que liberam mais adiponectina-reguladora de insulina do que as grandes células de gordura que as pessoas mais pesadas têm. Esta é uma das razões do porquê o excesso de peso pode ser ruim para a saúde.
“Quando você ganha peso e as células de gordura aumentam de tamanho, elas produzem menos adiponectina, que por sua vez aumenta o risco de doenças como diabetes e doenças cardíacas”, explica Louis Aronne, diretor do ambulatório de obesidade da Universidade de Cornell.

7- Gordura branca – o tipo de gordura que você mais tem – faz queimar calorias.

Maaas, apenas 2 calorias por dia por quilo de gordura. Preferível: muscular, que queima seis calorias por dia por quilo.

8- Há uma gordura que você precisa bastante.

A maioria das pessoas precisa de mais gordura marrom, descobriu uma pesquisa recente. Como o músculo, esse material queima calorias mesmo quando você está em repouso. E você pode criar alojamentos adicionais de gordura marrom através de exercício: longas séries de exercícios aeróbicos liberam o hormônio Irisina, que ajuda a converter a gordura branca em marrom, de acordo com um estudo recente.

9-  A circunferência da sua cintura pode lhe dizer o seu risco de doença cardíaca.

Mulheres com cinturas de mais de 37 polegadas têm um risco 80% maior de apresentar doenças cardíacas, problemas pulmonares ou câncer, em comparação com mulheres cujas amplitudes das cinturas eram menores de 27 centímetros, de acordo com uma revisão da Mayo Clinic publicada em março desse ano. Cada aumento de cinco centímetros traduziu em um aumento do risco de mortalidade de 9%.

9 Novos Fatos Sobre a Gordura Que Aumentarão sua Perda de Peso
5 (100%) 1 voto

EMAGREÇA DE VERDADE!
Receba nossas atualizações por e-mail com dicas para você emagrecer com exercícios e dietas.