Banana

A Dieta da Banana, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não consistem em apenas alimentar-se de bananas. Na verdade, o consumo dessa fruta saborosa e nutritiva deve ser feito no café da manhã. Banana é a fruta escolhida para a dieta por ser carregada de enzimas e amidos – componentes importantes que auxiliam no processo da digestão -, facilitando e melhorando os processos digestivos, ajudando o corpo a eliminar as impurezas através da eliminação das fezes, ajudando no processo do emagrecimento, além de aumentar a sensação de saciedade. Os benefícios da Dieta da Banana vão além do consumo dessa fruta, e, se aliada à uma dieta equilibrada e saudável, essa dieta ajudará na eliminação de três a cinco quilos em um mês. A seguir falaremos mais sobre a Dieta da Banana e suas dicas de consumo.

Café da Manhã

O consumo da fruta na Dieta da Banana deve ser feito de manhã e de maneira natural, ou seja, com a banana crua e mais fresca possível. Por bananas serem ricas em carboidrato, a Dieta da Banana deve consistir a apenas consumir a fruta na parte da manhã, excluindo os demais produtos comumente consumidos no café da manhã, como pães, bolos, leite e café.

Qualquer tipo de banana é liberado – como a banana maçã, a banana prata e a banana nanica – e você deve consumi-la da forma como ela vem, sem amassar e sem adicionar demais ingredientes, como aveia. A quantidade média de calorias de uma banana varia entre 90 e 100.

A Dieta da Banana também permite que você consuma mais de uma banana na parte da manhã, caso queira, mas sem exagerar. Caso a forme persistir após meia hora do consumo da banana, você pode fazer um lanche de até 200 calorias.

Há adeptos da Dieta da Banana que consomem até quatros dessas frutas na parte da manhã, juntamente com um ou dois copos de água morna. Acontece que a banana, assim como outras frutas ricas em fibras, forma uma espécie de gel, quando ingerida com água. Esse processo acaba fazendo com que haja um aumento na sensação de saciedade por parte do organismo, levando a pessoa a comer menos, consequentemente perdendo peso.

A Dieta da Banana original, porém, recomenda que você consuma apenas a banana, mas a ingestão de líquidos é livre, indo de acordo com a escolha de cada um. A ingestão de água morna junto ao consumo da banana é indicada por Hitoshi Watanabe, um médico japonês. Isso fez com que a Dieta da Banana com água morna tenha ganhado adeptos.

O consumo da fruta na parte da manhã é feito justamente para que a pessoa perca peso com o aumento da sensação de saciedade e com o melhor funcionamento do processo digestivo. Porém, apesar da banana ser uma fonte de fibras e de açúcar, comer apenas a fruta na parte da manhã pode não ser suficiente para que você mate a fome e ganhe a energia necessária para o dia todo. Ingerir proteínas, principalmente pela parte da manhã, é importante para que você adquira a energia que seu corpo necessita para iniciar o dia.

Apesar da Dieta da Banana restringir o consumo matinal a apenas uma ou duas bananas, alguns nutrólogos ressaltam que o café da manhã deve ser mais completo, constituindo-se de mais alimentos, como leite, queijo, aveia e alimentos integrais.

Em tempo, é importante ressaltar que a banana possui um prebiótico chamado oligossacarídeo, responsável por promover o crescimento de bactérias que são benéficas para o intestino. Elas ajudam na redução de toxinas que o colón intestinal produz e melhoram a absorção dos nutrientes. A fruta também é rica em potássio, que é um mineral que desempenha um importantíssimo papel para a nossa saúde, pois ele ajuda a controlar a nossa pressão arterial.

A banana também possui pectina, uma fibra solúvel que ajuda na diminuição do colesterol e Vitamina B6, responsável por ajudar na comunicação entre os nervos e os músculos. O Triptofano, um tipo de aminoácido, também é encontrado na fruta. Ele traz uma série de benefícios para a nossa saúde, ajudando a controlar a ansiedade, a insônia e até a depressão.

Almoço e Jantar

A Dieta da Banana não é muito restritiva quanto à quantidade de calorias que você pode ingerir diariamente, nem quanto aos alimentos que você pode consumir ou não. Nenhuma dieta pode ser radical, e a Dieta da Banana não é diferente. Ela pode e deve estar aliada à uma alimentação saudável e equilibrada, e a prática constante de atividades físicas deve fazer parte da sua rotina. Porém, há certos tipos de alimentos que você não deve ingerir durante a semana, como os carregados em carboidratos e açúcares – ou seja, as sobremesas estão fora!

Evitar alimentos carregados de sódios e conservantes, embutidos e ricos em gorduras é importante para que você se mantenha em forma. Evitar os alimentos fritos, gordurosos e carboidratos simples é essencial para que qualquer dieta funcione. Fazer escolhas saudáveis para a alimentação é a chave para se perder peso e ganhar saúde.

Comer em excesso é algo comum no nosso estilo de vida. A Dieta da Banana ajuda no controle da fome, mas o segredo é você nunca comer demais. Em uma escala que vai de 0 a 10 em relação à saciedade, o número indicado para que você pare de comer é o 7. Ele equivale ao momento em que a pessoa até poderia comer mais, mas se sente satisfeita.

É importante que haja um controle não somente em relação a o que você come, como também na quantidade. Comer de maneira rápida ou se alimentar enquanto se distrai – como, por exemplo, assistindo à televisão – faz com que você coma até 30% a mais de alimento do que seu corpo necessita, e isso leva ao aumento de peso. É necessário que a gente mastigue bem os alimentos e os coma devagar, pois o nosso organismo leva de 20 a 30 minutos até a sensação de saciedade poder ser sentida por nós.

Consciência

Mastigar a banana e os demais alimentos do dia-a-dia com calma e consciência é importante para a nossa saúde. O nosso corpo leva um certo tempo até perceber que nós estamos nos alimentando, e a importância de se ingerir os alimentos devagar está aí, caso contrário acabamos comendo mais do que devemos.

Segundo alguns nutrólogos, experimentar novos alimentos e receitas pode transformar os nossos hábitos alimentares, abrindo um leque de possibilidade e sabores, nos ajudando a manter uma alimentação saudável e rica em variedades. Essa atitude é simples, mas tem uma grande importância, e qualquer dieta se adapta à ela, inclusive a Dieta da Banana.

Água

Ingerir ao menos dois litros de água por dia é importante, pois ela melhora o funcionamento dos rins, fazendo com que o nosso corpo evite a retenção de líquidos e a gente emagreça com mais facilidade. Ela também aumenta a sensação de saciedade.

Na Dieta da Banana o líquido recomendado para o consumo antes ou depois das refeições não é suco, muito menos refrigerante, e sim água em temperatura ambiente, ou gelada. Ela ajuda no transporte dos fluídos no sangue, melhora a circulação e regula a temperatura corporal, além da pressão arterial e da frequência cardíaca.

Já as bebidas como chás, cafés e sucos podem ser ingeridas fora das principais refeições, durante os dias da semana, mas o consumo delas não é tão bom quanto simplesmente consumir água. Isso devido ao fato de que o consumo de água é o mais saudável. Os sucos naturais e diversos tipos de chás podem fazer parte de uma alimentação equilibrada e saudável, desde que não tomados em excesso. Muitas dessas opções também são consideradas boas fontes de antioxidantes, vitaminas e minerais.

Lanche entre a dieta

Nós devemos nos alimentar de três em três horas, e um lanchinho leve é bem vindo entre as refeições principais. Entre o almoço e o jantar, por exemplo, você pode optar por fazer um lanche leve três horas após ter almoçado, desde que não seja nada muito calórico. Pode ser um biscoito integral, uma fruta seca, uma gelatina light.

É importante que você não negue ao seu corpo tudo o que tiver vontade, pois isso pode ocasionar uma compulsão por comer guloseimas, levando à gula e ao excesso de peso, além do metabolismo também diminuir, devido à restrição de alimentos.

A média de consumo de um lanche não deve ultrapassar 300 calorias – levando-se em conta uma dieta de 2.000 calorias diárias. Dê preferência ao consumo do lanche pela parte da manhã ou à tarde. Caso você sinta fome após o jantar, opte por algo leve, como uma porção de fruta ou uma sobremesa leve, como gelatina light.

Dormir Cedo

Quanto mais cedo você for dormir, melhor. É recomendado que você vá para a cama até a meia-noite, e que tenha jantado há pelo menos 4 horas, não menos do que isso. O período ideal para se jantar é entre as 18h e as 20h, possibilitando que a digestão possa ser feita de maneira saudável.

Os benefícios do sono vão além de descansar o corpo. É durante esse período que certos hormônios responsáveis pelo controle da fome, pela queima de gordura e pela sensação de saciedade são liberados pelo nosso organismo. Quando dormimos de forma irregular, os hormônios não são liberados de maneira plena, e isso compromete o nosso metabolismo, podendo até fazer com que o nosso peso aumente.

O horário em que acordamos também é importante. O ciclo de sono ideal compreende de seis a oito horas, mas ir dormir muito cedo e acordar tarde não traz benefício algum. Claro, cada pessoa tem um metabolismo diferente, o que acaba implicando em tempos diferentes de sono. Algumas pessoas não sentem necessidade de dormir mais do que 6 horas, enquanto outras precisam dormir pelo menos por 8 ou 9.

Além disso, há também o fato de que quando ficamos acordados até tarde a fome acaba vindo em algum momento, e acabamos comendo mais do que se deve. Portanto, o mais importante não é dormir demais, mas sim ter qualidade no sono.

Exercícios

A prática regular de exercícios físicos é defendida por todos os profissionais da saúde. Porém, na Dieta da Banana, há um ponto um tanto controverso, e até mesmo polêmico: A não necessidade de se praticar atividades físicas. Mas como assim?

Na realidade a coisa não é bem assim. Há, de fato, adeptos da Dieta da Banana que defendem que as caminhadas são sim importantes e devem ser incentivadas, mas que não há a necessidade de você praticar exercícios físicos pesados, como academia. Ter um estilo de vida sedentário é prejudicial para a saúde física e mental.

A caminhada é um dos exercícios físicos aeróbicos mais eficientes. Além disso, ela é bastante acessível, podendo ser praticada por pessoas de várias idades e características, como o peso corporal. Cada pessoa precisa saber quais são os seus limites, para que não haja exageros. É importante, portanto, que o indivíduo busque o auxílio de um profissional da área.

Aliar uma dieta equilibrada ao hábito de se praticar exercícios físicos é a melhor maneira de se ganhar saúde e perder gordura. Apesar de algumas pessoas seguidoras da Dieta da Banana alegarem que os exercícios físicos não são necessários, é importante que você fique com um pé atrás a respeito desse argumento.

Praticar uma caminhada em ritmo acelerado, por pelo menos meia hora, três vezes por semana, já é alguma coisa. Com o tempo você pode e deve aumentar o ritmo dos passos, assim como o tempo dos exercícios. A atividade física é fundamental para que a gente possa manter o funcionamento do nosso corpo em dia.

Ela também faz com que a gente consiga mantar a nova forma física conquistada, uma vez que o corpo acaba acostumando com a dieta ao longo do tempo. Portanto, é necessário que a gente perca peso de outra forma que não seja apenas controlando o que comemos.

Mantendo o controle

A Dieta da Banana ganhou fama e popularidade, como outras diversas dietas, graças à Internet. Ela surgiu no Japão e virou febre por lá. Diversos japoneses começaram a documentar a rotina da dieta, como, por exemplo, quais alimentos eles comem. Relatos a respeito do progresso da Dieta da Banana passaram a ocupar diversos sites, fóruns virtuais, blogs e redes sociais, um fenômeno que fez com que bastante pessoas passassem a trocar experiências, além de fazer com que a Dieta da Banana ganhasse cada vez mais adeptos.

O hábito de se fazer um diário para contar quantas calorias você ingere por dia te ajuda a manter o ritmo, além de permitir que você possa enviar os resultados para o seu nutricionista, que avaliará o progresso, podendo identificar possíveis falhas, inclusive.

Conforme as pessoas trocam informações, isso facilita a dieta, pois as pessoas acabam se apoiando e trocando informações e experiências. Manter o progresso de uma dieta é fundamental para o sucesso dela.

Prós e contras

A Dieta da Banana tem algumas vantagens em relação a outras, como, por exemplo, ser barata, simples e acessível. A banana é uma fruta com alto valor nutricional, e essa dieta também não restringe o consumo de nenhum nutriente ou alimentos específicos, com exceção daqueles que podem te fazer engordar ou reter líquido, proibidos em quase todas as dietas, como doces, alimentos gordurosos, carboidratos brancos e bebidas alcoólicas.

Apesar de ser uma dieta simples, ela possui alguns contras. Limitar o consumo matinal a apenas uma ou duas bananas pode fazer com que a gente fique com carência de nutrientes que são encontrados em outros tipos de alimentos, fundamentais para uma dieta equilibrada e saudável.

O café da manhã é a refeição mais importante do nosso dia, pois é ele que nos fornece a energia necessária para o dia todo, e a banana nos oferece apenas carboidrato. A refeição matinal deve apresentar alimentos nutritivos e com vitaminas, garantindo a nós disposição para que a gente possa seguir com disposição até o fim do dia.

Cardápio

Para facilitar o seu progresso na Dieta da Banana, confira um cardápio de um dia que exemplifica como deve ser a sua alimentação para perder peso com mais facilidade.

Café da manhã

Consumir de uma a quatro bananas e dois copos de água. É importante variar o tipo de banana. Se você se sentir satisfeito com duas ou três bananas, é importante que não coma mais do que isso.

Almoço

Salada de folhas verdes ou legumes cozidos (rúcula, alface, agrião, brócolis, couve-flor), três colheres (sopa) de legumes cruz ou cozidos (cenoura, beterraba, palmito, berinjela), duas colheres (sopa) de arroz integral, duas colheres (sopa) de feijão e uma porção de 120 gramas de proteína magra, como filé de frango grelhado ou peixe.

Lanche

200 ml de iogurte light com meia colher (sopa) de aveia, 33 g de frutas oleaginosas (como amêndoas, avelãs, castanhas de caju, pistache) e 200 ml de leite de soja batido com uma fruta de sua preferência (como morango).

Jantar
Salada de folhas verdes, três colheres (sopa) de legumes cozidos ou crus, duas colheres (sopa) de carboidrato (arroz integral, fibras), 100 g de omelete de duas claras e uma gema, ou um filé de peixe ou frango grelhado.

Ceia

Chá natural

Versão Radical da Dieta

Além da Dieta da Banana que você viu ao longo do texto há uma outra versão, mais radical e elaborada, cujos adeptos acreditam ser mais eficiente no controle dos desejos por doces e guloseimas ao longo do dia.

Por ser radical, ela é muito mais agressiva, excluindo o consumo de carne, pães, massas, açúcar e até mesmo legumes e outras frutas. A sua duração não deve ir além de uma semana, e essa versão da Dieta da Banana não pode ser feita por indivíduos que sofrem de prisão de ventre ou insuficiência intestinal e gástrica.

A Dieta da Banana na sua versão radical consiste em um consumo quase exclusivo de bananas, ao longo de um dia. A distribuição das frutas nas refeições deve ser feita da seguinte maneira:

– Uma banana batida com leite desnatado para o café da manhã, e uma xícara de chá tépido com adoçante.
– Uma banana entre o café da manhã e o almoço

– Duas bananas com suco de limão para o almoço. É permitido o consumo de uma pequena quantidade de leite desnatado.

– Duas bananas para o jantar, assadas no forno ou no micro-ondas com canela. O consumo de leite desnatado também pode ser feito.

Dieta da Banana para Emagrecer
5 (100%) 1 voto

EMAGREÇA DE VERDADE!
Receba nossas atualizações por e-mail com dicas para você emagrecer com exercícios e dietas.