Esteira para emagrecer

A estrela de “Girls”, Lena Dunham, não estava apenas mostrando o seu novo treino em uma recente postagem no Instagram – ela tinha uma mensagem importante para pessoas que lutam contra a ansiedade.

Exercício pode ajudar a curar a ansiedade?

” prometi a mim mesma que eu não iria deixar o exercício ser a primeira coisa a acabar quando comecei a quinta temporada de ‘Girls’, e aqui está o porquê: ele tem me ajudado com a minha ansiedade, de modo que jamais sonhei ser possível”, escreveu ela. “Para aqueles que lutam contra a ansiedade, transtorno obsessivo-compulsivo e depressão: eu sei que é chato quando as pessoas dizem que você pode se exercitar. Levei cerca de 16 anos medicados para dar ouvidos. Eu estou feliz pelo que fiz. Não é sobre a  **, é sobre o cérebro. Obrigada”.

A mensagem de Dunham ecoa a recomendação dada frequentemente aos sofredores de ansiedade – exercício regularmente. De acordo com a Anxiety and Depression Association of America, quase 18 por cento dos norte-americanos com idade acima de 18 sofrem de um transtorno de ansiedade e apenas cinco minutos de exercício aeróbico podem diminuir seus efeitos.

A pesquisa faz o backup do link. Um estudo de mais de 19.000 pessoas na Holanda descobriu que aqueles que se exercitavam regularmente eram, em média, menos ansiosos, deprimidso, e neuróticos. Um estudo da Princeton University publicado em 2013, descobriu que ratos que se exercitaram com frequência eram menos propensos a permanecerem ansiosos em uma situação estressante do que aqueles que foram mais sedentários. E um estudo de 2010 da East Carolina University descobriu que, mesmo formas de exercício menos intensivas, como Yoga, podem ajudar a aliviar os sintomas para quem sofre de ansiedade.

O exercício também pode ajudar as pessoas que têm ansiedade sobre sua imagem corporal, como um estudo publicado no Journal of Sport & Exercise Psychology descobriu.

“O exercício físico é uma das primeiras coisas que eu falo para as pessoas na minha prática”, diz a psicóloga clínica licenciada Alicia H. Clark, PsyD, que se especializou no tratamento da ansiedade.

Embora seja amplamente conhecido que o exercício é importante para o bem-estar geral, como ele ajuda a tratar a ansiedade em particular? Ele ajuda a aumentar a nossa força do cérebro através da proteína BDNF. “Quando nosso cérebro é mais forte, podemos lidar com nossa ansiedade melhor e somos mais capazes de determinar o que é razoável e o que não é razoável”, diz Clark.

A outra importante ligação entre exercício e ansiedade é a sua capacidade para atingir os físicos aspectos do stress. Algumas formas mais graves de ansiedade desencadeiam uma resposta fisiológica de proteção, também conhecida como a reação de luta ou fuga, Clark explica. Essa resposta pode criar energia extra em seu corpo que pode converter a um acúmulo de energia em seus músculos e aumento da freqüência cardíaca, que, em seguida, leva a um sentimento agitado. O exercício regular pode ajudar pessoas que sofrem de ansiedade a queimar o acúmulo de energia antes que ele leve a esse sentimento agitado.

Quando o exercício é uma ferramenta poderosa para quem sofre de ansiedade, e pode minimizar as chances de que as pessoas irão desenvolver ansiedade, Clark diz que ainda funciona melhor para algumas pessoas, quando combinada com a medicação.
Pesquisas confirmam isso: se você sofre de ansiedade ou está apenas passando por um momento estressante, é melhor se exercitar do que ficar parado.

Exercício Diminui Ansiedade
5 (100%) 1 voto