Lipoaspiração

A lipoaspiração, conhecida também como lipectomia ou apenas lipo, é um tipo de cirurgia plástica que quebra e “suga” a gordura corporal. A lipo é mais comumente feita nas regiões do abdômen, coxas, nádegas, pescoço, queixo, parte superior e traseira dos braços, culote e costas. Durante a lipoaspiração, a gordura é removida através de um instrumento oco, mais precisamente uma cânula, que é inserido sob a pele. Um vácuo poderoso e de alta pressão é aplicado à cânula.

A lipoaspiração é a operação cosmética mais comum nos Estados Unidos e no Reino Unido. Mais de 300.000 procedimentos são realizados nos Estados Unidos a cada ano com custos variando de aproximadamente US $ 2.000 a 3.500.

A lipo normalmente é realizada com o uso de anestesia geral. Muitas vezes vista como um tratamento de obesidade de forma errônea, a cirurgia é puramente estética, e não uma ferramenta para se perder peso. Apesar de seus efeitos serem sutis, a lipo oferece uma série de riscos associados, incluindo cicatrizes e infecções.

lipo2

O que é Lipo?

Pacientes que se submetem a lipoaspiração geralmente têm um peso corporal estável, mas querem remover depósitos indesejáveis de gordura corporal em partes específicas do corpo. Lipoaspiração não é um método global de perda de peso e nem tratamento para a obesidade. Além disso, a lipo não remove celulite, covinhas ou estrias. O objetivo é puramente estético, e a cirurgia é opção de pacientes que desejam mudar e “melhorar” o contorno de seus corpos.

A lipoaspiração remove permanentemente as células de gordura, alterando a forma do corpo. No entanto, se o paciente não levar um estilo de vida saudável após a operação, existe o risco de que as células de gordura restantes cresçam novamente. A quantidade de gordura que pode ser removida com segurança também é limitada.

A cirurgia tem uma série de possíveis riscos, incluindo infecção, dormência e cicatrizes. Especialistas dizem que os riscos cirúrgicos estão ligados à quantidade de gordura removida.

Quais são os Usos da Lipo?

A lipoaspiração é usada principalmente para melhorar a aparência da pessoa, ao invés de fornecer qualquer benefício para a saúde física. Em muitos casos, o paciente provavelmente obteria os mesmos resultados, às vezes até melhores, se eles adotasse um estilo de vida saudável, como, por exemplo, seguir uma dieta balanceada, praticar exercícios físicos regularmente e ter um horário de sono saudável.

Especialistas afirmam  que a lipo idealmente só deve ser uma escolha caso o indivíduo não atinja os resultados desejados com uma mudança de estilo de vida. Por exemplo, se algumas áreas obstinadas de gordura são resistentes ao exercício e à dieta.

Quando um indivíduo ganha peso, cada célula de gordura aumenta em tamanho e volume. A lipoaspiração reduz o número de células de gordura em áreas isoladas.

Os pacientes devem discutir os prós e os contras da lipo com seu médico antes de decidir se deve prosseguir. Este tipo de cirurgia só deve ser realizado a pessoa pensar bastante a respeito. Os resultados positivos nunca são dramáticos, e sim sutis. São as áreas do corpo comumente direcionadas para o tratamento de lipoaspiração o abdômen, as costas, as nádegas, o peito, os joelhos internos, as ancas, os flancos, o decote e a área sob o queixo, as coxas e parte interna das coxas, o culote e os braços.

lipo5

Especialistas garantem que os melhores candidatos de lipoaspiração são aqueles que têm bom tom de pele e elasticidade, onde a pele se molda facilmente em novos contornos. Indivíduos cuja pele não tem elasticidade podem acabar com pele solta na área onde o procedimento foi feito.

O paciente precisa estar com a saúde em dia, pois pessoas com problemas de circulação (fluxo sanguíneo), como o diabetes e a doença arterial coronariana, assim como aquelas com sistemas imunológicos enfraquecidos não devem realizar lipo. Os candidatos também devem ter mais de 18 anos.

A lipoaspiração é por vezes utilizada para tratar certas condições, incluindo:

Linfedema  – uma condição crônica (de longo prazo) em que o excesso de linfa (líquido) se acumula nos tecidos, causando edema (inchaço). O edema geralmente ocorre nos braços ou nas pernas. A lipoaspiração é usada às vezes para reduzir inchaço, desconforto e dor.

Ginecomastia  – às vezes a gordura se acumula sob os seios de um homem.

Síndrome de lipodistrofia  – a gordura se acumula em uma parte do corpo e é perdida em outra. A lipo pode melhorar a aparência do paciente, proporcionando uma distribuição mais natural da gordura corporal.

Perda de peso extrema após a obesidade  – se uma pessoa com obesidade mórbida perdeu pelo menos 40 por cento do seu IMC, excesso de pele e outras anormalidades podem precisar de tratamento.

Lipomas – tumores gordurosos benignos.

Antes, Durante e Após a Operação de Lipo

Antes da operação os pacientes precisam se submeter a determinados testes de saúde para garantir que eles estão aptos para a cirurgia. A equipe médica pedirá ao paciente para que ele pare de tomar aspirina e anti-inflamatórios por pelo menos duas semanas antes da cirurgia e, no caso das mulheres, que se pare de consumir pílulas contraceptivas. Os pacientes que sofrem de anemia também podem ser convidados a ingerir suplementos de ferro. O paciente anda é solicitado a assinar um formulário de consentimento, confirmando que está em plena consciência dos riscos, benefícios e possíveis alternativas para o procedimento.

lipo6

Durante a operação

Anestesia – o paciente provavelmente estará sob anestesia geral, onde ele é colocado para dormir antes do procedimento e permanece dormindo por toda a cirurgia.

Uma operação de lipoaspiração pode durar de uma a quatro horas. O anestésico local pode ser usado quando a lipoaspiração é feita em áreas muito pequenas.

Se o paciente requer apenas anestesia local, ele pode ser convidado a se levantar durante o procedimento para garantir a remoção de gordura adequada.

Há uma série de técnicas de lipoaspiração:

Lipoaspiração tumescente

Vários litros de solução salina com um anestésico local (lidocaína) e um constritor de vasos (epinefrina) são bombeados para baixo da pele na área a sofrer sucção. A gordura é aspirada através de pequenos tubos de sucção (microcânulas). Esta é a forma mais popular de lipoaspiração.

Lipoaspiração seca

Nenhum fluido é injetado antes que a gordura seja removida. Este método raramente é usado hoje. Há um risco mais elevado de hematomas e sangramento.

Lipoaspiração assistida por ultra-som (UAL)

Também conhecida como lipoaspiração ultra-sônica, a cânula é energizada com ultra-som. Isto faz a gordura derreter, uma vez que as vibrações do ultra-som estouram as paredes das pilhas de gordas, emulsionando a gordura fazendo-a se torna mais fácil à sucção. Este método é uma boa opção para trabalhar em áreas mais fibrosas, como o peito masculino, costas e áreas onde a lipoaspiração foi feito antes.

Após a lipoaspiração ultra-sônica, é necessário realizar a lipoaspiração assistida por sucção para remover a gordura liquefeita.

Lipoaspiração assistida por força (PAS)

Também conhecida como lipoaspiração motorizada, PAS utiliza uma cânula especializada com um sistema mecanizado que rapidamente se move para trás e para frente, permitindo que o cirurgião retire gordura mais facilmente.

Lipo a Laser (LAL)

Este procedimento requer o uso de fluido tumescente. É um procedimento muito menos invasivo e sangrento do que o método de lipoaspiração tradicional para a remoção de gordura. Uma microcânula é inserida através de uma pequena incisão para fornecer energia laser e calor em gordura subcutânea (gordura sob a pele). Após a operação, o cirurgião pode deixar as incisões abertas para que o excesso de fluido e sangue possa escorrer do corpo.

lipo4

Após a Operação de Lipoaspiração

Anestésico  – pacientes que têm um anestésico geral geralmente passam a noite no hospital. Aqueles que tiveram um anestésico local podem ser capazes de deixar o hospital no mesmo dia

Ligadura  – o paciente será equipado com um apoio elástico ou ataduras para a área de segmentação após a operação.

Antibióticos – os doentes podem receber antibióticos imediatamente após a operação.

Analgésicos  – o médico provavelmente irá prescrever ou recomendar analgésicos (analgésicos) para aliviar a dor e inflamação.

Pontos – o paciente passará por uma consulta de acompanhamento para ter os pontos removidos.

Contusões  – haverá contusões significativas na área-alvo.

Dormência – os pacientes podem sentir dormência na área onde a gordura foi removida. Isso deve melhorar dentro de 6 a 8 semanas.

Resultados  – os pacientes e seus médicos não serão capazes de apreciar plenamente os resultados da lipo até que a inflamação tenha passado, que em alguns casos pode levar vários meses. Normalmente, a maior parte do inchaço terá se estabelecido após cerca de quatro semanas, e a área onde a gordura foi removida deve aparecer menos volumosa.

Pacientes que mantêm seu peso geralmente podem esperar resultados permanentes. Aqueles que ganham peso após o procedimento podem achar que sua distribuição de gordura está altera. Aqueles que anteriormente tinham gordura acumulando em seus quadris podem achar que suas nádegas se tornaram uma nova área de problema.

Se um paciente pensou tudo cuidadosamente antes, falou com seu médico e cirurgião sobre seus objetivos, motivos e expectativas, se o cirurgião é hábil e bem qualificado, e não há complicações, a maioria dos pacientes ficará satisfeita com os resultados.

lipo1

Riscos da Lipo

Qualquer cirurgia importante carrega um risco de sangramento, infecção e uma reação adversa à anestesia. O risco de complicações é geralmente associado com o quão grande é o procedimento, bem como as habilidades do cirurgião e treinamento específico. Os seguintes riscos, efeitos colaterais desagradáveis ou complicações são possíveis:

Hematomas

Inflamação – o inchaço, em alguns casos, pode levar até 6 meses para resolver. Às vezes o líquido pode continuar nas incisões.

Tromboflebite – um coágulo de sangue se forma em uma veia, causando inflamação desta veia.

Contorno irregularidades – se o paciente tem elasticidade fraca da pele e sofreu processo de cura de uma forma incomum, ou a remoção de gordura foi irregular, a pele pode parecer ondulada ou acidentada.

Entorpecimento – a área que foi trabalhada pode se sentir entorpecida por um tempo, porém isto geralmente é apenas temporário.

Infecções – embora raras, as infecções cutâneas podem ocorrer após a cirurgia de lipoaspiração. Às vezes, isso precisa ser tratado cirurgicamente, com o risco de cicatrizes.

Punções de órgãos internos – isso é muito raro.

Morte – anestesia traz consigo um pequeno risco de morte.

Problemas renais ou cardíacos – como fluidos estão sendo injetados e/ou succionados, a alteração nos níveis de fluidos do corpo pode causar problemas renais ou cardíacos.

Embolia pulmonar – a gordura entra nos vasos sanguíneos e viaja para os pulmões, bloqueando a circulação nos pulmões, e isto pode ser fatal.

Edema pulmonar – este pode ser um resultado de fluido sendo injetado no corpo. Fluido acumula nos pulmões.

Reacção alérgica – pode haver uma reacção alérgica a medicamentos ou material utilizado durante a cirurgia.

Queimaduras na pele – o movimento da cânula pode causar queimaduras por atrito na pele ou nos nervos.

Lipoaspiração: Saiba Como é, os Riscos e se Vale a Pena
4 (80%) 2 votos