Alimentação saudável

Há muitos conselhos contraditórios sobre o que é uma alimentação saudável; mas, é consenso geral que os hábitos alimentares (o que e quanto se come) têm influência sobre a saúde.

Escolher os alimentos certos ajuda, por exemplo, a prevenir doenças cardíacas e alguns tipos de câncer; porém, a maioria das pessoas, quer por falta de opção, quer por causa da vida atribulada que levam, ingerem, diariamente, alimentos inadequados em qualidade e em quantidade.

Os problemas relativos à alimentação provêem do consumo excessivo de carboidratos refinados, de gorduras saturadas, excesso de calorias e carência de fibras.

Fazer dieta não é a solução, pois privar-se de tudo que você mais gosta, fazer restrições alimentares rígidas consegue, apenas, torná-lo uma pessoa ansiosa e infeliz. É, portanto, preferível fazer pequenas, porém importantes, mudanças nos hábitos alimentares, que possam ser mantidas para sempre.

Avalie, agora, até que ponto sua dieta atual é saudável e descubra hábitos que podem ser modificados para melhorar sua saúde:

* QUANTIDADE DE REFEIÇÕES DIÁRIAS

O metabolismo do organismo funciona muito melhor com um suprimento regular de nutrientes; portanto, se suas refeições forem fartas ou se você faz apenas uma refeição reforçada por dia, estará mais propenso à obesidade, à indigestão e à úlcera péptica.

É melhor fazer duas ou três refeições moderadas por dia do que um só banquete.

* PESO IDEAL

Se você tem excesso de peso, diminua a quantidade de gorduras de suas refeições, aumente o volume de fibras que consome e pratique mais exercícios físicos.

As pessoas obesas tendem a morrer mais cedo que as pessoas de peso normal, estão mais propensas a doenças do coração, hérnias, diabete, pressão alta, artrose, etc.

* CARNE VERMELHA

As carnes vermelhas e as carnes gordas (inclusive as industrializadas: salsichas, hambúrgueres) contêm grande quantidade de gorduras saturadas; portanto, devem ser consumidas, no máximo, duas vezes por semana.

Como fontes alternativas de proteína, você pode consumir peixes e aves sem pele.

* “BELISCADAS” ENTRE AS REFEIÇÕES

Mais importante do que beliscar entre as refeições, é o que você come entre as refeições. Doces, biscoitos, salgadinhos, sanduíches, chocolates e bolos são ricos em calorias, açucar refinado e gorduras; portanto, quando quiser beliscar, coma uma fruta fresca ou um vegetal cru (fontes de vitaminas, minerais e fibras).

* FRUTAS FRESCAS E VEGETAIS

Comer vegetais duas vezes por dia é muito saudável, principalmente se ingeridos crus ou ligeiramente cozidos (possuem minerais e vitaminas essenciais ao organismo): dentre outros benefícios, melhora a ingestão de fibras.

* AMIDO REFINADO

Procure alternar alimentos não-refinados (arroz integral, cereais e macarrão integral e pão) com produtos refinados.

A ingestão de alimentos não-refinados beneficia a dieta, pois os processsos de refinamento removem grande parte das fibras, vitaminas e minerais.

* FRITURA

Para reduzir a ingestão de gorduras, não coma alimentos fritos mais de uma vez por semana (asse ou grelhe os alimentos) e, ao fritar, use óleos vegetais polisaturados em vez de manteiga ou gordura de porco.

* LEITE INTEGRAL E SEUS DERIVADOS

Coma derivados de leite integral ocasionalmente (são muito ricos em gorduras saturadas, aumentam o risco de doenças cardíacas e têm muitas calorias).

É aconselhável, só para os adultos, substituir a manteiga por margarina poli-saturada; o creme de leite por iogurte semi-desnatado e o leite integral pelo desnatado.

* CAFÉ OU PRODUTOS CAFEINADOS

A sensibilidade das pessoas à cafeína varia; porém, mais de cinco xícaras de café forte geralmente provocam efeitos colaterais desagradáveis: irritabilidade, insônia, tremores, etc.

Você pode reduzir a ingestão de cafeína tomando água, sucos de frutas diluídos ou produtos descafeinados durante o dia.

SUA ALIMENTAÇÃO É SAUDÁVEL?
5 (100%) 1 voto