Laranja

Uma das frutas mais populares e aceitas, a laranja tem as suas origens na Índia e na China, e se divide em dois grupos: a doce e a amarga. A laranja doce é a mais consumida. Ela também foi o primeiro alimento a ter a casca utilizada na fabricação de fragrâncias. Segundo antigos documentos descobertos, a laranja tinha grande valor tanto pelo seu perfume como pelo seu sabor. Os chineses, por exemplo, seguravam as cascas da laranja nas mãos com a finalidade do perfume se dissipar com o calor.

Com o início da era das grandes navegações, os portugueses começaram a cultivar a laranja do tipo doce, importada da China. Apenas a versão amarga da laranja era conhecida até então. Com esse fato, a laranja doce passou a ter fama de “portuguesa” por onde passava, se espalhando por grande parte do território europeu. Uma curiosidade a respeito da história da laranja é que o termo grego para a fruta é “portokali”.

Já Cristóvão Colombo foi o responsável pela chegada da laranja às Américas, tendo a fruta crescido e se multiplicado no nosso continente. Hoje, maior produtor de laranja do mundo é o Brasil. Grande parte da produção da fruta é exportada em forma de suco. O segundo maior produtor de laranjas são os Estados Unidos. Os dois países são, juntos, os responsáveis por 2/3 da produção mundial. O tipo de laranja mais produzido no Brasil é o doce, cujo destino, além do consumo direto, é a fabricação de sucos.

Na Europa existe um doce típico e bastante popular chamado “marmelada”. Porém, ao contrário da versão que nós conhecemos, a marmelada europeia se trata de uma geleia feita com frutas cítricas, geralmente sendo feita com laranja e preparada com a casca da fruta e adição de açúcar, mantendo o leve amargor do seu sabor.

Propriedades da Laranja

A laranja é uma rica fonte de vitamina C, que contribui para a manutenção da nossa saúde. Além dessa propriedade, a fruta ainda apresenta magnésio, potássio e betacaroteno em sua composição. Os nutrientes presentes na laranja agem como antioxidantes naturais, contribuindo para a prevenção dos diversos problemas cardiovasculares e até mesmo do câncer. Para que os benefícios da vitamina C sejam totalmente aproveitados, é necessário que a laranja seja consumida logo após aberta.

As frutas, em sua grande maioria, ofertam propriedades que são fundamentais para que qualquer dieta seja equilibrada e integral, e nesse quesito a laranja não deixa a desejar. Os nutrientes dessa fruta cítrica são excelentes. Os antioxidantes, por exemplo, previnem o desenvolvimento das doenças cardíacas, além de câncer de boca, mama, estômago e esôfago. A vitamina C, por sua vez, desempenha a ação de defender o nosso organismo das possíveis infecções.

A laranja também é um ótimo alimento para ser ingerido após uma refeição pesada, já que a sua acidez ajuda a digestão. O consumo da fruta também contribui para que o ferro do feijão e das folhas escuras seja melhor aproveitado, graças à vitamina C. Por fim, o potássio, também presente na laranja, ajuda a regular a pressão arterial, mantendo os níveis saudáveis dela.

Variedades de Laranja

No Brasil, há uma diversa variedade de laranjas à venda nas quitandas e supermercados. Cada um dos tipos é indicado para um modo de preparo específico, assim como o gosto e finalidade de cada indivíduo. O valor nutricional das diversas variedades de laranja quase não muda. As variedades de laranja são:

Laranja-pera: referência da laranja brasileira no exterior, a laranja-pera é a variedade mais difundida e consumida no Brasil. Ela apresenta um tamanho menor, em relação às outras variedades, e a sua casca é lisa e fina. Esse tipo da fruta é o mais utilizado na fabricação de sucos e geleias.

Laranja-da-Bahia: como o próprio nome denuncia, essa variedade de laranja foi encontrada na Bahia, no século XIX. No nordeste brasileiro ela é chamada também de laranja-de-umbigo, já que ela apresenta uma saliência em sua parte inferior. Essa laranja é bastante suculenta e indicada tanto para consumo in natura como em forma de suco e vitamina.

Laranja-da-terra: o seu sabor é mais ácido em relação às demais variedades, e também é indicada para suco. Porém, a maior finalidade do uso dessa variedade de laranja é para a fabricação de doces em compotas, como o popular e delicioso doce de casca de laranja.

Laranja-lima: tem o sabor menos ácido dentre todas as laranjas, fator que faz dela o tipo da fruta mais utilizado no preparo de sucos para bebês. O seu consumo em forma natural é bastante propício, já que ela quase não tem acidez e seu sabor não é tão marcante, também por este motivo, ela é considerada por algumas pessoas como uma laranja insossa.

Laranja-seleta: a sua aparência é parecida com a Laranja-da-Bahia e, assim como a laranja-lima, ela é pouco ácida. Porém, o seu sabor adocicado e agradável faz dessa laranja uma ótima opção para o consumo in natura.

Ideias e Dicas de Consumo

As laranjas mais pesadas são as mais indicadas para o consumo, pois isso é um indicativo de que as frutas são mais suculentas. Já a consistência da laranja deve ser igual entre todas. As laranjas que apresentam partes mais moles devem ser evitadas. Já no que diz respeito à casca, dentre as variedades de casca lisa, devem ser priorizadas as laranjas com casca fina, um indicativo de que a fruta é mais suculenta. As laranjas muito maduras devem ser evitadas, pois nessa fase a vitamina C já se perdeu.

Cada variedade de laranja apresenta safras variáveis. Porém, laranjas de boas qualidades e preços podem ser encontradas à venda ao longo de todo o ano.

O armazenamento mais adequado para a laranja são os lugares com temperatura ambiente ou a geladeira, por um prazo de até 2 semanas. A laranja também deve ser consumida no ponto cerco da maturação, para que a vitamina C e os demais nutrientes sejam bem aproveitados. Atente-se à laranja para verificar se ela não está verde ou madura demais.

A laranja é uma fruta amplamente utilizada em diversos pratos e receitas, sejam eles doces ou salgados. O Crepe Suzette, uma sobremesa clássica da culinária francesa, por exemplo, leva calda de laranja em sua confecção e é flambada com conhaque, processo que garante um sabor especial ao prato. Frango e carne de porco marinados em suco de laranja também garante um sabor marcante e agridoce.

A fruta ainda tem o seu consumo indicado para após refeições pesadas, como feijoada e churrasco. O suco de laranja feito na hora garante o total aproveitamento dos nutrientes, ainda mais sem adição de açúcar ou água. Uma porção de 100 ml de suco puro da fruta equivale ao consumo de uma laranja inteira.

Curiosidades

A Kinkan, apesar de ter aparência, sabor e até levar o nome de laranja, não é exatamente uma laranja, pois ela pertence ao gênero “Fortunella”. Já as laranjas pertencem ao gênero “Citrus”. A Kinkan também apresenta menos gomos, além da sua casca ser mais fácil de ser digerida, o que faz dela um ingrediente bastante utilizado na gastronomia, seja para sobremesas em calda, seja para pratos salgados.

Tabela Nutricional da Laranja

tabela_nutricional_laranja_2

Tabela Nutricional da Laranja
4 (80%) 3 votos