Lentilha

A origem da lentilha é um tanto incerto. Consumida desde a pré-história, indícios apontam que seu surgimento se deu na região da Ásia central, sendo provavelmente um dos primeiros alimentos que o ser humano cultivou. Explorações em sítios arqueológicos no Oriente Médio descobriram sementes da planta que datam de tempos antigos, cerca de 8.000 anos.

Mencionada inclusive na bíblia, a lentilha era (e ainda é) consumida de diversas maneiras, fazendo parte de massa de pão e integrando uma mistura de trigo e cevada, por exemplo. O grão, junto do trigo e da cevada, chegou aos continentes africano e europeu ao longo das migrações e explorações que aconteceram ao longo dos milênios.
Popular no Brasil, a lentilha faz parte da gastronomia tradicional do nosso país. Diversos países de maioria católica utilizam o grão como alimentação durante a Quaresma. Entretanto, quando comparada aos demais alimentos consumidos no Ocidente, a lentilha não é muito utilizada nos pratos, muitas vezes deixando de integrar a nossa dieta. Hoje, os maiores produtores do alimento são a China, a Índia, a Turquia, a Síria e o Canadá.

O alto valor nutricional do alimento, aliado ao seu preço relativamente baixo, faz da lentilha um grão importante e acessível. Fonte rica de proteínas, a lentilha é indicada para aqueles que querem aumentar a sua energia muscular. Esse fato, inclusive, levou uma empresa canadense a realizar diversos estudos visando o aproveitamento das propriedades do alimento nas barras energéticas consumidas por esportistas. Os estudos apontaram que o desempenho e a resistência dos atletas aumentaram graças ao consumo da lentilha.

Um prato para aqueles que buscam o consumo equilibrado de proteínas é o arroz com lentilha, já que ambos alimentos são facilmente encontrados nos mercados e apresentam preços baixos. A lentilha crua, além de manter suas propriedades, ainda pode ser armazenada por longos períodos, igual ao arroz. A combinação de arroz e lentilha é, inclusive, uma importante fonte alimentícia em situações de sobrevivência.

Segundo o doutor Perricone, cuja presença no programa da apresentadora americana Oprah é constante, considera a lentilha o quarto super alimento mais importante, perdendo somente para a cevada, o alho e a cebola. Todos esses super alimentos têm uma ingestão fácil e direta.

Propriedades da Lentilha

Dos 20 aminoácidos que o nosso organismo necessita para produzir proteínas, a lentilha possui 18; quando ela germina, recupera os 2 aminoácidos que faltam, fazendo dela não somente uma excelente fonte proteica, como também uma fonte completa de aminoácidos.

Por ser pobre em gorduras e rica em fibras, a lentilha ainda é um alimento que auxilia no processo digestivo, ajudando também a manter os índices glicêmicos na média, controlando os níveis de açúcar no sangue e, portanto, contribuindo para a prevenção do tão temido diabetes.
Um estudo realizado ao longo de 25 anos comparou dietas alimentares ricas em laticínios e carne com dietas alimentares com alto consumo de lentilha. Os resultados apontaram que seguir uma dieta rica em fibras ajuda na prevenção de 82% dos casos de doenças cardíacas. Pontos para a lentilha!

Além de ser fonte de proteínas e aminoácidos, a lentilha é também uma rica fonte de vitamina B6 e ácido fólico, já que ela possui alto teor de folato. Portanto, o consumo regular de lentilha faz com que o uso de suplementos alimentares não seja necessário. O vegetal também é fonte de magnésio, um mineral que, quando combinado com a vitamina B6, nos protege das doenças cardíacas. A ingestão de vitamina B1, manganês, cálcio, fósforo e ferro também é garantida quando consumimos lentilha.

A lentilha também apresenta um alto teor de triptofano, um dos aminoácidos que o grão oferta. A combinação de triptofano com outros aminoácidos contribui para a produção de proteína. Esse aminoácido também é precursor da melatonina e serotonina, cujos efeitos sedativos e calmantes contribuem para a prevenção da depressão.

Outro elemento químico presente na lentilha em alta quantidade é o molibdênio, fundamental para quase todas as formas existentes de vida. Ele desempenha a função de cofator para diversas enzimas responsáveis pela catalisação de reações químicas fundamentais para a transformação dos alimentos em energia.

A praticidade da lentilha é outro ponto positivo do alimento, pois, ao contrário de muitos grãos, esse vegetal não necessita ficar de molho antes de ir ao fogo, e seu tempo de cozimento é curto. É importante, antes do preparo, verificar os grãos para identificar possíveis pedras ou impurezas que não são próprias para o consumo. O cozimento da lentilha leva em média 45 minutos no fogo baixo, e a proporção é de duas medidas de água para uma medida de lentilha.

Benefícios da Lentilha

A lentilha é um poderoso alimento da família das leguminosas, ofertando uma grande quantidade de fibras que proporcionam a diminuição do colesterol. Além deste incrível benefício, o consumo de lentilha também proporciona um melhor controle nos distúrbios de açúcar no sangue, uma vez que ela é uma rica fonte de fibras, fator que desacelera o aumento dos níveis de açúcar no nosso sangue após realizarmos uma refeição. O consumo do grão também garante a ingestão de substâncias importantes para a nossa saúde, como sais minerais, vitaminas e proteínas, além do grão possuir baixa quantidade de gordura.

Assim como o feijão, a lentilha é rica em fibras solúveis e insolúveis. As fibras solúveis, quando ingeridas, tornam-se uma espécie de substância gelatinosa no aparelho digestivo, ajudando na eliminação de colesterol do organismo. Já as fibras insolúveis ajudam a aumentar o volume fecal, além de prevenirem a obstipação intestinal e as diversas doenças digestivas, como a diverticulose e a síndrome do intestino irritável.

Por fim, o consumo de lentilha garante o aumento de energia, graças à presença de ferro em sua composição. Apesar da carne vermelha também ser uma boa fonte de ferro, a vantagem da lentilha em relação à carne é que ela é pobre em calorias e gorduras. A ingestão de ferro também é importante para o transporte do oxigênio dos pulmões para as células do nosso corpo, além de contribuir para a produção de energia e do metabolismo, já que ele faz parte dos principais sistemas enzimáticos.

Tabela Nutricional da Lentilha

tabela_nutricional_lentilha

Tabela Nutricional da Lentilha
5 (100%) 4 votos